quinta-feira, 9 de março de 2017

A nova roupagem dos agentes de trânsito da CET

A Prefeitura de São Paulo anunciou esta semana como será o novo uniforme dos agentes de trânsito da CET. A principal mudança será na cor: o tradicional marrom, usado pelos operadores desde 1992, dará lugar ao amarelo. A nova coleção, de peças femininas e masculinas, foi desenhada voluntariamente por uma empresa especializada em propor soluções para diferentes tipos de uniformes.

Milena Satyro, a estilista responsável, explica: “Para chegar à nova proposta, foi feita uma enquete com os próprios agentes de trânsito. O amarelo é uma das melhores cores para visibilidade na rua e não retém tanto calor quanto o marrom. Foi escolhido um tom mostarda. Nas laterais foi aplicado um cinza chumbo, que suja menos.”

Outro diferencial se refere às faixas refletivas: “No marrom, havia dois modelos delas, um para o dia e o outro pra noite, o que tornava a roupa mais pesada. No dia a dia, é importante que o agente se vista com um uniforme mais leve, que lhe ofereça maior flexibilidade, segurança, conforto térmico e, claro, favoreça a sua autoestima. Daí o logo das asas de anjo estampado nas costas. Esses profissionais desempenham um trabalho essencial, até heroico, no trânsito paulistano.”

Além dessas novidades, a vestimenta ficará mais “fit”, colada ao corpo. Com elastano, propiciará mais liberdade de movimentos.

AJUSTE FINO
O prefeito João Doria disse, na coletiva de anúncio do novo uniforme realizada no Dia Internacional da Mulher, que "nós, ainda, vamos ter um período de testes de três semanas para avaliar, onde o uso do uniforme vai ser feito, exatamente, para analisar se com calor, frio, umidade, suor, se precisa de algum ajuste fino ou adaptação antes da confecção em larga escala".

A expectativa é que todo o corpo operacional adote o novo traje de trabalho em 1º de junho. A confecção de 2.500 uniformes para a CET ficará a cargo da Associação Brasileira da Indústria Têxtil. Os agentes receberão, ainda, 2.500 óculos de sol, modelo aviador, doados por uma fabricante privada.

Texto: Tatiane Miashiro, jornalista na CET-SP (Mtb. 33.274)
Foto: Antônio Nascimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário