sexta-feira, 1 de abril de 2016

Após 6 meses, PTC aumenta a velocidade média dos ônibus em 19%

Após 6 meses, PTC aumenta a velocidade média dos ônibus em 19%
Foto: Lucas Silvestre
Após seis meses de vigência, o Plano do Transporte Coletivo – PTC, implantado pela Diretoria de Operações da CET com o objetivo de otimizar o desempenho das 1.173 linhas de ônibus municipais, elevou em 19% a velocidade média de 392, cuja performance, em 2015, era inferior a 13 km/h e, por isso, compunham a Fase 1 do referido plano, devendo ser tratadas prioritariamente. Antes do PTC, essas linhas andavam a 11,8 km/h na cidade de São Paulo; atualmente circulam a 14,1 km/h. Em tempo para os passageiros, o ganho é de 11,3 minutos por viagem.

Quando o PTC foi lançado (3 de agosto de 2015), a meta inicial era, nesses 392 itinerários críticos, aumentar a velocidade média operacional para 18 km/h. Embora esse índice ainda não tenha sido alcançado, as ações implementadas através do PTC caminham em direção assertiva: “No início do Plano, os desafios eram enormes, mas com planejamento, empenho e gestão já obtivemos bons resultados”, comemora Gilson Grilli, da Assessoria Técnica da Diretoria de Operações da CET, responsável pela coordenação da nova forma de trabalho.

Foram identificados 1.679 gargalos em 1.404 km de vias especificamente, onde essas 392 linhas “estavam perdendo muito tempo”. O crescimento de 19% na velocidade dos ônibus se deu em virtude de ações operacionais e da realização de 109 projetos.

“Elaboramos 30 projetos de Faixas Exclusivas novas e oito prevendo alteração de horários de ativação. Entendemos que, com a implantação total dos projetos restantes, atingiremos a meta de 18 km/h”, afirma o arquiteto.

Dentre as medidas operacionais para o transporte público, o PTC possibilitou, em seis meses de existência, 196 revisões semafóricas, 68.092 autuações relacionadas ao desempenho dos coletivos tais como invasão de faixa exclusiva, estacionamento em frente a pontos de ônibus bem como em lugar proibido nas vias aonde circulam as linhas, além de atender 92.582 ocorrências e 2.005 acidentes com vítimas nessas mesmas vias.

Grilli pondera: “Como estudamos todas as 392 linhas, que perfazem 1.404 km, outras 767 linhas que compartilham trechos de vias também tiveram esses trechos beneficiados. Das 1.173 linhas de ônibus municipais, 392 foram cuidadas nesse início pelo PTC. As demais, 781, que operam acima de 18 km/h, serão atendidas em 2016, com meta de elevar a sua velocidade média operacional até 20 km/h.”

Após 6 meses, PTC aumenta a velocidade média dos ônibus em 19%
Foto: Lucas Silvestre
Estratégia

O PTC foi concebido como uma estratégia a ser cumprida pelos 1.840 agentes de trânsito da CET. Na prática, implicou na substituição de 165 rotas operacionais em corredores de tráfego geral pela adoção de 474 sub áreas, com 320 rotas de transporte coletivo, abrangendo todas as 1.173 linhas e cobrindo 4.500 km de vias. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário