quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Morumbi ganha ciclovia de 2,3 km no próximo final de semana

O novo percurso localizado entre as regiões do Morumbi e Butantã fará a integração com a Ciclovia da Avenida Eliseu de Almeida. Cidade passará a contar com 105,9 km de ciclovias sinalizadas neste ano.

Um novo trecho de ciclovia com 2,3 km de extensão será entregue pela CET neste próximo fim de semana na Zona Sul da cidade: localizado na divisa entre as regiões do Morumbi e Butantã, o percurso possibilitará conexão com a ciclovia da Av. Eliseu de Almeida bem como acesso ao Campus Morumbi da FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas).

O trajeto será quase todo bidirecional ao lado do passeio, com exceção da parte na Avenida George Saville Dodd, onde o circuito se torna unidirecional junto ao canteiro central em ambos os sentidos. Abaixo detalhes do traçado (veja mapa anexo):

Bidirecional

  • Rua Alvarenga, entre a Rua Camargo e a Avenida Professor Francisco Morato;
  • Rua Aleutas, entre a Avenida Professor Francisco Morato e a Rua Calíope;
  • Rua Calíope, entre as ruas Aleutas e Maestro João Nunes;
  • Rua Malvinas, entre a Avenida George Saville Dodd e a Rua Alvarenga.

Unidirecional

  • Avenida George Saville Dodd, entre a Rua Maestro João Nunes e a Avenida Morumbi.

O ciclista deverá fazer a travessia entre as ruas Alvarenga e Aleutas assim como entre a Rua Alvarenga e Rua Camargo desmontado da bicicleta, na faixa de segurança e no tempo semafórico estabelecido para os pedestres.

Ciclovia entre as regiões do Morumbi e Butantã


Orientadores de travessia estão atuando em ciclovias pela cidade

Desde o dia 14/10, orientadores de travessia treinados no Centro de Treinamento e Educação de Trânsito da CET estão trabalhando na conscientização de pedestres, ciclistas e motoristas, orientando esses usuários a respeitarem as ciclovias como espaços exclusivos para o uso de quem pedala. Os orientadores atuam em ciclovias nas regiões central, norte e sul da cidade.

Esta iniciativa faz parte do Programa de Mobilidade por Bicicleta, que prevê a integração e compartilhamento seguro dos paulistanos no trânsito por meio da valorização do uso da bicicleta como meio de transporte. Serão, ao todo, 400 orientadores de travessia envolvidos nessa campanha, que inclui a distribuição de material educativo para pedestres e ciclistas.

Seu trabalho consiste em alertar os usuários às novas condições de circulação na via e despertar a atenção redobrada dos ciclistas, pedestres e demais agentes envolvidos no trânsito. Além de passar orientações sobre as regras de trânsito, o respeito às travessias e a importância de todos adotarem uma postura segura e
harmoniosa no compartilhamento da via onde é implantada uma ciclovia.

Na Região Central, há orientadores nos cruzamentos da Rua Boa Vista com o Largo São Bento, Ladeira Porto Geral e ruas João Brícola e Três de Dezembro. Na Zona Norte, o trabalho educativo ocorre no cruzamento das avenidas Cruzeiro do Sul e General Ataliba Leonel. E na Zona Leste, no cruzamento das avenidas Dr. Assis Ribeiro com Paranaguá, na saída da estação de trem da CPTM Ermelino Matarazzo, bem como na Avenida Arquiteto Vilanova Artigas, em frente ao Terminal de Ônibus Sapopemba.

Para mais informações, clique aqui.


Nenhum comentário:

Postar um comentário